Juízo muito mais severo

juiz

“Estes sofrerão um juízo muito mais severo” (Marcos 12.38).

O texto bíblico do qual a citação acima foi retirada começa com Jesus ensinando os seus ouvintes a se guardarem dos escribas, ou seja, terem cuidado com os mestres da Lei. As razões para isso são várias e apresentadas pelo Mestre logo em seguida. Tenham cuidado com os escribas porque:

  • “Gostam de andar com vestes talares” (v.38), ou seja, de chamar a atenção;
  • Gostam de “saudações nas praças” (v.38), ou seja, de serem reconhecidos publicamente;
  • Gostam “das primeiras cadeiras nas sinagogas” (v.39), ou seja, dos lugares de autoridade;
  • Gostam “dos primeiros lugares nos banquetes” (v.39), ou seja, dos lugares de honra;
  • “Devoram as casas das viúvas” (v.40), ou seja, são exploradores dos necessitados;
  • Fazem longas orações para o justificar (v.40), ou seja, julgam poder enganar a Deus e aos homens.

Por causa dessas coisas, Jesus termina esse texto dizendo: “Estes sofrerão um juízo muito mais severo” (v.40). Apesar das razões para isso estarem claramente apontadas, chamam a atenção as palavras “juízo muito mais severo”. Por que os escribas sofreriam um juízo muito mais severo? Seriam os seus pecados maiores do que os dos demais seres humanos?

Para tentar responder a essas perguntas, penso que devemos começar com a explicação de quem eram os escribas. De modo simples, podemos dizer que eles eram líderes religiosos dos judeus. De modo mais específico, eram copistas e intérpretes da Lei, ou seja, estudantes e mestres da Bíblia da época. Assim, a religiosidade judaica era fortemente influenciada por eles.

Com tamanho poder e responsabilidade nas mãos, suas atitudes não impactavam apenas a si mesmos, mas, também, a outros. E aí está a resposta às perguntas feitas. Como ensinar sobre a glória de Deus sendo vaidoso? Como pregar sobre a generosidade sendo cobiçoso? Como falar sobre o amor não tendo misericórdia? Como defender a verdade sendo hipócrita? A partir de suas vidas, então, os escribas colocavam em descrédito a Lei de Deus e eram um péssimo exemplo para o povo. Por causa disso, receberiam um juízo muito mais severo.

O que isso nos ensina é que líderes religiosos (e me dirijo aos cristãos, especificamente), por causa da posição de influência que ocupam, terão um juízo muito mais severo da parte de Deus. Afinal, além de suas próprias vidas, eles também impactam a de outros. Por isso, devem tomar muito cuidado com a maneira como vivem, não sendo maus exemplos e gerando descrédito para a Palavra que proclamam.

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s