Três reflexões a partir de 1Crônicas 19

2346700614-

Lendo hoje pela manhã o capítulo 19 de 1Crônicas, encontrei três relevantes reflexões.

1. Boas intenções podem ser mal interpretadas

Com a morte do pai de Hanum, Davi decidiu enviar uma delegação para transmitir ao rei seu pesar. Contudo, líderes dos amonitas convenceram Hanum de que as verdadeiras intenções de Davi eram espionar o país para encontrar seus pontos fracos e destruí-lo. Por isso, os mensageiros enviados pelo rei de Israel foram presos, humilhados e mandados embora (v.1-4).

Quantas vezes não passamos por situações semelhantes? Temos as melhores das boas intenções ao fazer algo, mas somos terrivelmente mal interpretados. Quão frustrante isso pode ser! Por outro lado, quantas vezes não agimos assim com as pessoas, duvidando de suas boas intenções e, por isso, perdendo uma boa oportunidade?

2. Uma atitude tola pode atrair, gratuitamente, a ira de outrem sobre si

A resposta de Hanum e de seus líderes à iniciativa de Davi suscitou o ódio do rei de Israel contra os amonitas (v.6). E gratuitamente! O que seria uma grande honra e consolo por uma perda importante, acabou se tornando uma guerra e derrota humilhante. E tudo isso por causa de uma atitude tola! Quantas vezes não agimos da mesma maneira? Por tolice, perdemos uma grande oportunidade e, para piorar, acabamos gerando terríveis prejuízos.

3. Temos que fazer a nossa parte com excelência e deixar com Deus a dele, que será feita conforme a sua soberana vontade

Na guerra contra os amonitas, ao perceber que estava cercado pelas linhas de combate, Joabe, comandante do exército de Davi, disse a seu irmão Abisai, também comandante: “Seja forte e lutemos com bravura pelo nosso povo e pelas cidades do nosso Deus. E que o Senhor faça o que for de sua vontade” (v.13). Que visão interessante a de Joabe! Ele entendia que para ser vitorioso, por um lado, precisava lutar com força e bravura. Contudo, por outro, entendia que a vitória viria do Senhor, conforme a sua vontade. Entretanto, uma coisa não excluía a outra. Apesar de o resultado final depender da soberania de Deus, ele tinha consciência de que tinha que trabalhar arduamente, fazendo a sua parte.

Muitas vezes, não temos essa consciência. Ou pensamos que tudo depende de nós, e nos entregamos louca e ansiosamente às batalhas pela vitória, ou pensamos que tudo depende de Deus, e nos assentamos com os braços cruzados, esperando que as coisas aconteçam. Joabe entendia que não era assim e penso que deveríamos seguí-lo em seu ponto de vida.

Até a próxima!

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Três reflexões a partir de 1Crônicas 19

  1. Rodrigo disse:

    Maravilha de palavra.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s