Como (não) escolher uma pessoa para se casar

unhappy marriage2

Sansão desceu a Timna e viu ali uma mulher do povo filisteu. Quando voltou para casa, disse a seu pai e a sua mãe: “Vi uma mulher filistéia em Timna; consigam essa mulher para ser minha esposa (Juízes 14.1-2).

Mais uma vez Sansão está em cena. Neste episódio, ocorrido antes de sua paixão por Dalila, ele encontra uma mulher com quem deseja se casar. Novamente, contudo, ele não faz uma boa escolha. Tanto é que, no final da história, sua mulher é dada ao amigo que tinha sido seu acompanhante no casamento (Juízes 14.20). Em outras palavras: sua esposa foge com um de seus padrinhos.

Como Sansão pôde fazer uma escolha tão errada? Vamos extrair isso do texto bíblico e aprender a como (não) escolher uma pessoa para se casar.

1. Frequente lugares onde não há pessoas de Deus

O texto bíblico citado no início diz que Sansão desceu a Timna, que era uma cidade filistéia, e ali, viu uma mulher do povo filisteu. Ao frequentar uma cidade dos filisteus, Sansão só poderia esperar encontrar uma mulher filistéia, e não uma hebréia, do povo de Deus. Assim, para fazer uma má escolha de uma pessoa para se casar, basta frequentar lugares onde não há pessoas de Deus! Certamente você irá encontrar o que procura!

2. Não ouça a opinião de seus pais

O texto diz que o pai e a mãe de Sansão perguntaram a ele: “Será que não há mulher entre os seus parentes ou entre todo o seu povo? Você tem que ir aos filisteus incircuncisos para conseguir esposa?”. Ao que Sansão respondeu: “Consiga-a para mim” (Juízes 14.3). Sansão não deu ouvidos aos conselhos de seus pais ao escolher sua esposa. Se você quer fazer uma má escolha quanto a isso, faça o mesmo!

3. Escolha alguém de quem você pura e simplesmente goste

A justificativa de Sansão para não ouvir os pais e para escolher uma mulher que não conhecia a Deus foi: “É ela que me agrada”. Apesar dos pontos contrários, Sansão gostava daquela mulher e isso foi razão suficiente para ele a escolher para esposa. Se você quer fazer uma má escolha de uma pessoa para se casar, faça o mesmo! Simplesmente, siga o seu coração!

4. Se envolva cada vez mais com a pessoa “certa”

O texto bíblico nos diz que Sansão foi conversar com a mulher de quem gostava, passar tempo com ela (Juízes 14.7). Se você quer fazer uma má escolha de uma pessoa para se casar, ao encontrar a pessoa “certa”, envolva-se cada vez mais com ela, de modo a ficar cada vez mais apaixonado.  Isso vai fazer com que seu erro seja cada vez mais consolidado.

5. Abra mão de sua consagração a Deus

O texto bíblico nos diz que Sansão, quando voltou a Timna para se casar com a filistéia, saiu do caminho para olhar o cadáver de um leão que tinha um enxame de abelhas e mel. Com as próprias mãos, tirou o mel do cadáver e o foi comendo pelo caminho (Juízes 14.8-9). Não haveria nenhum problema nisso se Sansão, enquanto nazireu, tivesse um voto de não tocar em cadáveres. Assim, ao ir a Timna para se casar com a filistéia, Sansão saiu do caminho e quebrou o seu voto de consagração a Deus. Igualmente, se você quer fazer uma má escolha quanto a casamento, abra mão de sua consagração a Deus. Você certamente, fará uma “boa” escolha!

Como nem todos apreciam, ou entendem, uma ironia, deixem-me ser direto. Se você deseja fazer uma boa escolha quanto a casamento, não faça o que foi dito acima. Eis os princípios sobre como escolher uma pessoa para se casar:

  1. Frequente lugares onde há pessoas de Deus
  2. Ouça a opinião de seus pais
  3. Não escolha alguém de quem você pura e simplesmente goste, mas alguém que também se enquadre no padrão de Deus
  4. Não se envolva com pessoas que não se enquadrem no padrão de Deus
  5. Não abra mão de sua consagração a Deus

Certamente, você não se dará mal como Sansão ao seguir esses princípios!

 

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Como (não) escolher uma pessoa para se casar

  1. Rogério Matos disse:

    Mesmo frequentando lugares onde há pessoas de Deus pode-se encontrar pessoas que não temem a Deus verdadeiramente. Acredito que observar o comportamento (pelos frutos se conhece a arvore – Mateus 12.33) seria um bom indicativo para não se envolver com pessoas erradas.
    “Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,
    mansidão e domínio próprio”
    Gálatas 5:22-23
    Acredito que um cristão verdadeiro e maduro deve ter estas características mais evidentes em sua vida. E envolver-se com pessoas que não tem estas características ou nem mesmo deseja desenvolve-las através da ação do Espirito Santo é, em minha opinião, o inicio de muito sofrimento.
    Percebe-se que Dalila foi manipuladora, infiel (sem lealdade), maldosa, sem domínio próprio, ou seja, sem amor no coração!

    Rogério

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s