Jesus é o caminho, parte 2: Por que e como Jesus é o caminho?

Introdução:

Na lição da semana passada, vimos que as pessoas em geral utilizam-se de caminhos “alternativos” em sua busca a Deus. São alguns deles: boas obras, regras morais, práticas de rituais e intermediadores humanos e espirituais. Entretanto, de acordo com a Bíblia Sagrada, nenhum desses caminhos nos leva até Deus. Na verdade, não há alternativas nessa busca. Jesus disse ser o único caminho. E a fé nele é o pagamento da tarifa do pedágio que nos dá permissão e direito de transitar por essa via.

Na lição de hoje, vamos nos dedicar a compreender por que e como Jesus é o caminho. Certamente, não será apenas um exercício intelectual e emocional, mas, também, uma ministração espiritual. Satanás tem se dedicado a derrubar as verdades bíblicas que serão expostas nesta lição. Ore a Deus, pedindo que o Espírito Santo abra os olhos dos corações de cada um dos participantes, iluminando-lhes a mente e revelando-lhes os conceitos divinos.

Introdução:

No texto-base dessa série (João 14.6), está escrito que Jesus é o caminho e que ninguém vai ao Pai a não ser por ele. A partir disso, pense e responda:

1.    Por que e como Jesus é o caminho?

2.    O que faz de Jesus o único caminho?

Com as palavras registradas em João 14.6, Jesus reivindica para si exclusividade no que se refere a buscar a Deus e encontrá-lo. Essa exclusividade está baseada em quatro de suas características. São elas:

1. Jesus é Deus

Jesus é o único caminho até Deus porque ele é o próprio Deus. Com isso, não estamos afirmando que ele seja o Pai. Jesus e o Pai são pessoas diferentes. Mas tratam-se do mesmo Deus, que tem por nome “Yahweh”. Yahweh é um ser triúno, ou seja, um Deus que existe simultaneamente em três pessoas (Pai, Filho e Espírito Santo). Jesus é a segunda pessoa da trindade, isto é, o Filho de Deus.

O propósito principal do apóstolo João, ao escrever o seu Evangelho, foi mostrar que Jesus é o Filho de Deus. Ele escreveu no final de seu livro: “Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais miraculoso, que não estão registrados neste livro. Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome” (João 20.30-31). Introduzindo o seu Evangelho, ele escreveu: “No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito” (João 1.1-3). Ao usar a expressão “no princípio”, João faz referência direta ao texto de Gênesis 1.1, que diz: “No princípio Deus criou os céus e a terra”. Segundo o apóstolo, Jesus, enquanto Deus, empreendeu a obra de criação dos céus e da terra. Além disso, também no Evangelho segundo João, por diversas vezes Jesus utiliza a expressão “Eu sou” (Yahweh, em hebraico) referindo-se a si mesmo, ou seja, afirmando ser Deus. A mais contundente delas é: “Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou” (João 8.58).

2. Jesus é homem

Jesus, entretanto, não é apenas Deus. Ele é o único caminho do ser humano a Deus porque ele também é homem. Com a sua divindade, Jesus segura a mão de Deus. Com a sua humanidade, ele pega a mão do ser humano. Sendo plenamente Deus e homem, ele é o único capaz de fazer a conexão, ou reconexão, entre Deus e os seres humanos. Paulo escreveu a Timóteo: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus” (1Timóteo 2.5).

Quanto à humanidade de Jesus, João escreveu no início de seu Evangelho: “Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1.14). Com essas palavras, o apóstolo faz referência à encarnação da segunda pessoa da trindade, ou seja, ao fato de o Filho de Deus ter nascido como homem. Paulo escreveu aos Filipenses: “Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou o ser igual a Deus algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até a morte, e morte de cruz!” (Filipenses 2.6-8). De acordo com Paulo, Jesus é Deus e homem.

3. Jesus é justo

O fato de Jesus ser Deus-homem não esgota a base para a afirmação de ser ele o único caminho para Deus. Se a grande questão entre Deus e a humanidade é o pecado, ou seja, a partir do momento em que os seres humanos escolheram desobedecer a Deus foram separados de sua presença gloriosa (Gênesis 3.1-24; Romanos 3.23), apenas alguém sem pecado poderia refazer a conexão. O autor de Hebreus escreveu em sua epístola, referindo-se a Jesus: “Não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas sim alguém que, como nós, passou por todo tipo de tentação, porém, sem pecado” (Hebreus 4.15). Com isso, ele afirmou a plena humanidade de Jesus, com um exclusivo diferencial: Jesus é cem por cento humano; porém, zero por cento pecador. Ele é um homem justo e, como tal, em função sacerdotal, leva os seres humanos pecadores à presença do Deus santo. O escritor bíblico ainda escreve, demonstrando êxtase: “É de um sumo sacerdote como este que precisávamos: santo, inculpável, puro, separado dos pecadores, exaltado acima dos céus” (Hebreus 7.26).

Quanto à justiça de Jesus, a Bíblia ainda diz: “Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca” (1Pedro 2.22).

4. Jesus é justificador

Jesus é o único caminho que nos leva ao Pai porque, além de justo, também é justificador. Isso quer dizer que ele, ao não cometer pecado e ser punido pelos pecados da humanidade, conquistou o direito de declarar justos aqueles que recebem pela fé o seu sacrifício,  estabelecendo, assim, paz entre eles e o Pai. Paulo escreveu: “Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus” (2Coríntios 5.21). Pedro também escreveu: “Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus” (1Pedro 3.18). João também escreveu: “Vocês sabem que ele se manifestou para tirar os nossos pecados, e nele não há pecado” (1João 3.5).

Por fim, Paulo argumenta brilhantemente em sua carta aos Romanos: “Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da Lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção, pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça. Em sua tolerância, havia deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; mas, no presente, demonstrou a sua justiça, a fim de ser justo e justificador daquele que tem fé em Jesus” (Romanos 3.21-26).

Conclusão:

Nesta lição, vimos por que e como Jesus é o único caminho, ou seja, o que faz de Jesus o único caminho ao Pai. Ele é o único caminho porque é Deus e homem; justo e justificador. Após a exposição de tantos versículos bíblicos que fundamentam essas quatro afirmações, resta-nos um desafio, o qual é apresentado nas seguintes palavras de João: “Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu. Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. Contudo, aos o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus” (João 1.10-12).

  1. Você crê que Jesus é Deus e homem; justo e justificador?
  2. Você reconhece e recebe Jesus como o único caminho ao Pai?
Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Lições de célula. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s