Graça X Libertinagem: qual o limite?

“Pois certos homens, cuja condenação já estava sentenciada há muito tempo, infiltraram-se dissimuladamente no meio de vocês. Estes são ímpios, e transformam a graça de nosso Deus em libertinagem e negam Jesus Cristo, nosso único Soberano e Senhor” (Judas 4).

Dois importantes pontos podem ser destacados do texto bíblico acima citado. O primeiro diz respeito a homens ímpios, que infiltraram-se dissimuladamente no meio da igreja. Ao longo de toda a História da Igreja, pessoas com a aparência, mas sem a essência de Cristo, participaram da comunhão dos irmãos. Conscientemente ou não, mal-intencionalmente ou não, tratavam-se de homens e mulheres que dissimulavam o que verdadeiramente eram: ímpios. Nos dias de hoje, essa é uma ocorrência que ainda nos persegue. Muitos membros e frequentadores das igrejas evangélicas brasileiras são meramente praticantes de uma religiosidade baseada em rituais, dogmas e regras, sem uma experiência de fé e arrependimento.

O segundo ponto se refere a o que esses ímpios dissimulados fazem, de modo a corromper a igreja. Judas, irmão de Jesus, nos diz que eles transformam a graça de Deus em libertinagem. O que isso quer dizer? Essa afirmação de Judas faz menção a pessoas que, para justificarem comportamentos pecaminosos, apelam para a graça de Deus. Defendem que Deus é gracioso e nos chamou para viver em liberdade, sem leis e regras que limitam e oprimem a vida humana. Com isso, entretanto, fazem da graça libertinagem, levando a liberdade que há em Cristo além dos limites da santidade. No uso equivocado da liberdade, se entregam às paixões da carne e aos prazeres do mundo como qualquer bom exemplar de um ímpio faria. Enganam-se a si mesmos e enganam a outros. Poderiam ser ímpios dissimulados?

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Graça X Libertinagem: qual o limite?

  1. marli disse:

    Em nossa igreja ha uma “irmã” dissimulada(acho que é esse termo que cabe a ela)ela saiu de nossa igreja por causa de um problema e foi para outra; ficou lá por alguns anos e foi até rebatizada lá .Depois por causa de outro problema saui de lá e voltou para a nossa igreja dizendo ser o seu lugar, mas novamente criou problemas e voltou para para a outra igreja( a mesma, só q tinha mudado de pastor)
    Ela é uma pessoa que arma, faz jogos contra a liderença e depois se faz de vítima e até consegue convencer algumas pessoas com lágrimas e faz ficar do seu lado.(Ela gosta de estar na liderançaprincipalmente se for um culto especial) Ela conseguiu jojar sua mãe que é bem crente contra a liderança com suas armações. Como lidar com uma pessoa assim, que mesmo em outra igreja consegue influenciar jogando seu dardos inflamados contra a nossa? Responda por favor pelo espirito e em nome de Jesus!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s