Pleno conhecimento, mas poucos resultados

“Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em sua vida, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos” (2Pedro 1.8).

Nos últimos dias, tenho lido a primeira e a segunda epístolas de Pedro. Terminei de ler a primeira ontem e comecei a ler a segunda hoje. Apesar de já ter lido o Novo Testamento algumas vezes, estou surpreso e maravilhado com o profundo e precioso conteúdo desses dois textos. Poderia ter publicado já vários post’s a partir deles. Quanta riqueza há nos escritos de Simão!

Leia mais uma vez o versículo citado no cabeçalho deste devocional. Qual é a sua mensagem? Esse texto quer nos dizer que é possível ter um grande e completo conhecimento de Jesus Cristo, ou da Bíblia Sagrada, mas, apesar disso, ser inoperante e improdutivo, ou seja, o conhecimento bíblico que uma pessoa porventura tenha pode não gerar em sua vida transformação e resultados. Como isso é possível? Quando esse conhecimento não é acompanhado por algumas importantes qualidades. Que qualidades seriam essas?

De acordo com o contexto, 2Pedro 1.5-7, essas qualidades são: fé, virtude, conhecimento, domínio próprio, perseverança, piedade, fraternidade e amor. A fé não pode estar apenas na mente e no coração, mas deve se manifestar através de atitudes e comportamentos virtuosos. A virtude não pode ser apenas uma imposição moralista e alienadora, mas deve estar acompanhada da consciência e do poder do conhecimento. O conhecimento não pode ser inoperante e improdutivo, mas deve capacitar para o domínio próprio. O domínio próprio não é coisa de poucos dias, mas deve ser caracterizado pela perseverança. A perseverança não pode ser àrida e pesarosa, mas acompanhada pelas fontes de águas e alívio da piedade. A piedade não pode ser algo particular e privado, mas deve se manifestar na interação da fraternidade. A fraternidade não pode ser aparente e forçada, mas motivada pelo amor.

Assim, é possível que, apesar do nosso admirável currículo espiritual, sejamos inoperantes e improdutivos, tenhamos experimentado pouca transformação de vida e tenhamos poucos resultados a apresentar, por termos um conhecimento perigosamente desqualificado. O conhecimento é a base para o crescimento e desenvolvimento espiritual. No conhecimento do Evangelho está “tudo de que necessitamos para a vida e para a piedade” (2Pedro 1.3). Mas ele é estéril se não for acompanhado das qualidades práticas que foram acima citadas. Pense nisso.

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Pleno conhecimento, mas poucos resultados

  1. Luã Linhares disse:

    Interessante esse ponto no texto.
    É até lógico se for ver: se não praticarmos coisas como a fraternidade, que tipo de frutos obteremos? Certamente não os do Reino…
    Como seremos operantes sem coisas como fé, amor e piedade para nos impulsionar a agir em prol de uma causa?
    Como faremos obras realmente significantes na vida das pessoas se desistimos fácil? Dar atenção uma vez a quem necessita é fácil, mas o que vai tornar essa pessoa uma nova ajudadora é mais do que um único momento: é um acompanhamento.

    Curtir

  2. Wânia Peixoto disse:

    Penso sim!
    Penso muito… mesmo porque eu creio que mesmo que não tenhamos “alcançado” andar no pleno conhecimento de Jesus Cristo, podemos ser operantes conforme o que já temos recebido. Então…nada pode e deve nos impedir de sermos operantes e produtivos.
    Já recebemos o principal ” o amor de Deus derramado em nossos corações”.
    Esse texto bíblico e os seus comentários devem sim, fazer com que analisemos todas essas qualidades, com zelo, e procuremos aprimorá-las para a colocarmos em prática. Elas crescerão, com certeza!
    Um abraço Pastor Samyr!

    Curtir

  3. Rogério disse:

    Realmente ter muito conhecimento sem pratica não produz transformação de vida, ou seja, não existem resultados eficazes.
    Eu, particularmente, não fico impactado com as pessoas que conhecem muito a Biblia, mas com as que conhecem e praticam o que ela ensina. Tem um frase que eu gosto muito que diz o seguinte: “O Homem prova seu valor por meio dos seus atos”
    A ler os atos dos apostolos percebemos que eles tinham estas qualidades mencionadas na carta de Pedro porque não ficaram só na teoria.

    Rogério

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s