O Deus que se afasta

“Visto que eles não permaneceram fiéis à minha aliança, eu me afastei deles” (Hebreus 8.9).

O pecado nos afasta de Deus. Ou melhor, faz com que ele se afaste de nós. É estranho ler isso? Não deveria. Parece-me que temos uma visão idealizada e equivocada de Deus. Pensamos que ele está perto e disponível de qualquer jeito, de qualquer maneira. Mas não é bem assim.

No livro de profecias de Isaías está escrito o seguinte: “Vejam! O braço do Senhor não está tão encolhido que não possa salvar, e o seu ouvido tão surdo que não possa ouvir. Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá” (Isaías 59.1-2). O pecado é uma barreira que nos separa de Deus. É um mau cheiro que exalamos e que o afasta de nós.

Mas não é uma barreira intransponível. Ela pode ser derrubada. Basta que nos humilhemos diante dele, reconhecendo, confessando e deixando os nossos pecados um a um, na medida em que tomamos consciência deles. O Senhor é um Deus perdoador, misericordioso e gracioso, que sempre está disposto a receber um pecador quebrantado. Mas não se deixe enganar. Ele também é um Deus que se afasta.

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Devocionais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s