Prioridades à maneira de Deus

Pregação realizada no dia 25 de julho de 2010, na Igreja Batista Central de Belo Horizonte

Introdução:

Em um mundo marcado por tantas doenças, em que o câncer e a depressão corroem o corpo e a alma, mais uma enfermidade foi descoberta. Trata-se da chamada síndrome da pressa, ou, em outras palavras, síndrome da “falta de tempo”. Quais são os seus sintomas?

Em matéria da revista Isto é de 23 de fevereiro de 2005, intitulada Sinal dos tempos, a repórter Mônica Tarantino nos dá uma resposta. Ela afirma que “sentir-se oprimido pelo relógio é algo bem comum nos dias atuais, que parecem cada vez mais curtos diante do acúmulo de compromissos”. “Não tenho tempo pra nada”, “estou na correria”, “estou perdendo tempo”, são frases muito comuns hoje em dia. O homem contemporâneo está mergulhado em uma agenda de intermináveis compromissos e isso tem sido tão prejudicial à vida, que mudanças no comportamento têm sido notadas. Mesmo quando não há nenhum compromisso marcado, continua-se correndo e reclamando da falta de tempo, o que é chamado de síndrome da pressa.

Quanto à suposta falta de tempo, Anselm Grün e Friedrich Assländer, autores de “Administração espiritual do tempo”, assim disseram: “O tempo está sempre aí, no momento. Toda pessoa tem todo o tempo que existe: 24 horas por dia. Nenhum ser humano tem mais tempo e ninguém tem menos. Nós podemos ter uma vida mais longa ou mais curta. Contudo, nesta vida, a cada dia e em cada ano, temos exatamente o mesmo tempo que os demais. Nada mais no mundo é repartido com tanta justiça como o tempo. A diferença consiste em como nós modelamos o tempo, como o utilizamos e vivemos”.

O modo como modelamos o nosso tempo é determinado, geralmente, por nossas prioridades. Nossas prioridades, por sua vez, são influenciadas por nossos valores. Assim, o “como usamos nosso tempo” tem a ver com o que é verdadeiramente importante para nós. Nos dias atuais, todavia, também vivenciamos a chamada “tirania do urgente”, ou seja, vivemos correndo de um lado para o outro, dedicando o nosso tempo a “apagar os incêndios” que surgem repentinamente. Várias coisas requisitam nossa atenção se declarando como urgentes, como algo que não pode ser deixado para depois. Por causa disso, constantemente podemos dar prioridade ao que não consideramos verdadeiramente importante.

A maneira como utilizamos o nosso tempo, na verdade, é o nosso estilo de vida. Tempo é vida. Portanto, Deus está profundamente interessado em nossa agenda e tem o que dizer a esse respeito. Se a nossa agenda é determinada pelas nossas prioridades, as quais são influenciadas pelos nossos valores, há valores certos e errados, que podem estar ou não de acordo com os propósitos de Deus para o ser humano. Assim, a Bíblia, a Palavra de Deus, nos diz quais são as prioridades que, segundo Ele, devem orientar a nossa agenda.

De acordo com Rick Warren, no livro “Uma vida com propósitos”, são cinco os propósitos de Deus para o homem e a mulher: adoração, comunhão, crescimento, serviço e missão. Na mesma linha de pensamento, Ed René Kivitz, no livro “Vivendo com propósitos”, aponta quatro propósitos, quais sejam: transcender, crescer, conviver e construir. Ao sintetizarmos esses propósitos, podemos chegar a dois elementos: pessoas e tarefas, aos quais podemos acrescentar um terceiro: coisas. Pessoas, tarefas e coisas, então, são os elementos que constituem a vida de uma pessoa, a partir dos quais ela organiza a sua agenda. A importância que cada um deles tem para nós se manifesta na quantidade e qualidade de tempo que lhes dedicamos. Deus, em sua Palavra, tem o que dizer sobre isso, apontando qual é a ordem prioritária que pessoas, tarefas e coisas, ou, em outras palavras, ser, fazer e ter, devem ter em nossas vidas.

Desenvolvimento:

Textos-base: Mateus 22.34-40; Lucas 10.25-37; Mateus 6.25-34

A partir desses textos, podemos afirmar que as prioridades de Deus para o ser humano são, em ordem de importância: Pessoas (ser), tarefas (fazer) e coisas (ter). Vamos pensar um poucos mais sobre isso a partir desses e de outros textos bíblicos.

1. As Pessoas e o Ser

A primeira prioridade de Deus para nós são as pessoas com quem nos relacionamos. Deus nos criou principalmente para nos relacionarmos com pessoas. Quem são elas?

  • Deus: “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento” (Mateus 22.37). Deus é uma pessoa e a maior prioridade de relacionamento que devemos ter;
  • Eu mesmo: “Ame o seu próximo como a si mesmo” (Mateus 22.39); “Acima de tudo, guarde o seu coração, pois dele depende toda a sua vida” (Provérbios 4.23). Após Deus, devemos buscar ter um bom relacionamento conosco mesmo, o que, na prática, significa cuidarmos de nós;
  • Os outros: “Ame o seu próximo” (Mateus 22.39). Aquele que ama a Deus e ama a si mesmo está habilitado a amar o seu próximo. Há quatro tipos e níveis de próximos: família, amigos, irmãos em Cristo e colegas (escola, trabalho, etc).

2. As Tarefas e o Fazer

A segunda prioridade de Deus para nós são as tarefas que fazemos. Deus não nos criou apenas para relacionamentos, mas, também, para fazer tarefas (Gênesis 2.15). Entretanto, as tarefas não podem tomar o lugar das pessoas em nossas vidas. Essas tarefas são:

  • Trabalho: “Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos” (Êxodo 20.9); “Esforcem-se para ter uma vida tranqüila, cuidar dos seus próprios negócios e trabalhar com as próprias mãos, como nós os instruímos; a fim de que andem decentemente aos olhos dos que são de fora e não dependam de ninguém” (1Tessalonicenses 4.11-12). A primeira tarefa que temos a fazer é o trabalho;
  • Ministério: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações” (Mateus 28.19); “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas” (Marcos 16.15). Todos aqueles que foram salvos pela graça mediante a fé em Cristo têm, além do trabalho, uma importantíssima tarefa a fazer: o ministério da Grande Comissão. Quanto ao ministério, reflita mais uma vez sobre a palavra de Mateus 6.33 e, também, na de Ageu 1.7-11;
  • Descanso: “Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é sábado dedicado ao Senhor, o teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum” (Êxodo 20.9). Além do trabalho e do ministério, há uma terceira importantíssima tarefa a fazer, ou melhor, uma não-tarefa: descansar. Deus também nos criou para descansar.

3. As Coisas e o Ter

A última prioridade de Deus para nós são as coisas que podemos ter. Deus nos criou também para termos coisas. Entretanto, essas coisas devem ser a última prioridade de nossas vidas.

  • Dinheiro: “Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro” (Mateus 6.24); “O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males” (1Timóteo 6.10); “Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa” (Malaquias 3.10). Ao falarmos sobre dinheiro aqui, não estamos nos referindo a trabalho, mas ao dinheiro em si mesmo. O dinheiro, geralmente, é o maior rival de Deus e de outras pessoas em nossas vidas. Quantos vivem em função do dinheiro e, por isso, têm vidas muito sofridas. A melhor maneira de termos o dinheiro como prioridade é através dos dízimos e das ofertas, ou seja, sendo desprendidos e generosos com ele;
  • Bens materiais: “Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e furtam” (Mateus 6.19); “A vida de um homem não consiste na quantidade de seus bens” (Lucas 12.15). Bens materiais são as coisas que podemos adquirir através do dinheiro. A Bíblia diz que essas coisas não podem ser as mais importantes para nós porque são frágeis e passageiras. Aliás, devem ser, de fato, nossa última prioridade, principalmente porque Deus cuida de nós em relação a isso.

Conclusão:

Na sociedade atual, ativista e materialista, vivemos uma crise entre pessoas, tarefas e coisas, ou entre ser, fazer e ter. O mundo nos diz que tarefas e coisas são mais importantes. Ou, ainda, que o ter deve ser a prioridade. Pessoas são valorizadas pelo que fazem e pelo que têm. Suas identidades são determinadas por isso. Quando se quer conhecer uma pessoa, pergunta-lhe o que ela faz e não quem ela é, busca-se por saber o que ela tem na conta bancária e registrado em seu nome e não no coração. Se os valores do mundo não são os valores de Deus, então eles são pecaminosos e geram conseqüências negativas quando seguidos. Pense nas conseqüências de se priorizar o ter e o fazer ao invés do ser. A Bíblia diz: “Pois que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, e perder-se ou destruir a si mesmo” (Lucas 9.25). Portanto, se quisermos ter vidas abençoadas, devemos estabelecer nossas prioridades à maneira de Deus e assim viver.

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Esboços. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Prioridades à maneira de Deus

  1. Ângela Moreira de Souza Chaves disse:

    Oi Pastor, irmão, querido professor, abençoado por Deus!
    Que a graça e a paz do Senhor Jesus esteja sempre sobre sua vida. Que maravilha, seu blog, estou encantada, muito edificante, parabéns. Que continue te abençoando, cada vez mais. Um abraço.
    Ângela Chaves

    Curtir

  2. Tarcísio Caetano Guimarães Filho disse:

    Caro Pastor,

    como Deus falou através de você.
    Se posso falar deste modo, Deus me deu uma surra ontem, com direito a puxões de orelhas, beliscões e muitos e muitos tapas pedagógicos.
    Não ficarei, com certeza, traumatizado, e nem irei ao conselho tutelar reclamar dEle. Muito pelo contrário. Agradeço-o o amor dispensado ao se dar “ao trabalho” em me corrigir.
    Que nosso Criador, através de seu Espírito Santo, continue realizando Sua vontade através de você.
    Graça e paz.

    Curtir

  3. alice lima disse:

    Maravilhoso! Deus o abençoe muito e sempre!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s