Conectando-se com Deus pela oração

Introdução:

Na lição de hoje, veremos como podemos nos conectar com Deus através da oração. Lembre-se de que o principal objetivo das lições desta série é que os freqüentadores das células comecem a praticar com regularidade e orientação as disciplinas espirituais abordadas. Não se limite, então, a simplesmente ensinar o conteúdo da lição, mas elabore desafios que incentivem a prática do que será ensinado, de modo a se tornar um hábito.

Desenvolvimento do ensino:

1. O que é?

Segundo Elben Lens César, no livro Práticas Devocionais, “a prática da oração é a arte de entrar no Santo dos santos e de se colocar na presença do próprio Deus em espírito, por meio da fé, valendo-se do sacrifício de Cristo, e falar com Deus com toda liberdade através da palavra audível ou silenciosa”.

A partir disso, podemos afirmar o seguinte quanto à oração:

• Orar é o ato de se dialogar com Deus. Deus é uma pessoa, logo, é alguém com quem podemos e devemos dialogar. Esse diálogo, como a própria palavra indica, envolve os atos de falar e ouvir. Assim sendo, na oração, podemos falar com Deus o que está em nossos corações e ouvir o que ele tem a nos dizer;
• A oração, por se tratar de uma conversa, é espontânea e, não, mecânica e repetitiva. Jesus fala sobre isso em Mateus 6.7,8;
• A oração é um ato de fé. Hebreus 11.6 diz que aquele que se aproxima de Deus precisa crer que ele existe e que abençoa aqueles que o buscam, ou seja, aquele que ora precisa acreditar e confiar que há um Deus que o está ouvindo e que responderá à sua oração;
• Podemos orar a Deus por causa do sacrifício de Cristo na cruz em nosso favor. Hebreus 10.19-22 diz que, pelo sangue de Jesus, podemos entrar com ousadia na presença de Deus.

2. Como fazer?

Como orar? Há duas respostas a essa pergunta: uma se refere ao conteúdo e a outra à freqüência da oração. Quanto ao conteúdo, a oração, no contexto bíblico, pode ter pelo menos cinco elementos:

• Louvor e Adoração: Louvar a Deus é elogiá-lo, engrandecê-lo e exaltá-lo por causa de suas obras e de seu caráter. Adorar a Deus é se prostrar diante dele em humildade, rendição e submissão;
• Ações de Graça: Dar ações de graça a Deus é agradecer-lhe pelas ações dele em nosso favor;
• Confissão de pecados: Confessar pecados a Deus é verbalizar para ele as ações contrárias à sua vontade que foram praticadas por nós;
• Intercessão: Interceder é orar a Deus em favor de outra pessoa;
• Súplica: Na súplica, apresentamos a Deus as nossas necessidades pessoais.

Quanto à freqüência, a oração pode se dar das seguintes maneiras:

• Períodos regulares e fixos de oração: Há um exemplo disso em Daniel 6.10, onde está escrito que Daniel tinha o costume de orar três vezes ao dia. Outro exemplo pode ser encontrado na igreja primitiva. A partir de Atos 3.1 e 10.30, podemos concluir que alguns cristãos da época tinham o costume de, diariamente, orar às três horas da tarde (hora nona);
• Períodos especiais de oração: São exemplos disso: um dia inteiro de oração, uma noite de oração, três dias de oração, uma semana de reuniões de oração, etc. Jesus, antes de escolher seus doze apóstolos, passou uma noite inteira orando a Deus (cf. Lc 6.12-16);
• Oração conforme a necessidade: Somos livres para orar a Deus em qualquer lugar, momento e situação, conforme a nossa necessidade e vontade. Um ótimo exemplo disso está em Neemias 2.4, texto que relata uma oração relâmpago feita por Neemias, tendo em vista uma pergunta feita pelo rei Artaxerxes;
• Oração contínua: Em 1Tessalonicenses 5.17 está escrito: “Orem continuamente” (NVI) ou “Orai sem cessar” (Almeida Revista e Atualizada). O que vem a ser isso? É estar continuamente em comunhão com Deus, mantendo uma atitude de abertura e prontidão à oração. Certamente, a oração contínua tem por base manter um constante sentimento de dependência de Deus.

3. Quais os benefícios?

Quais são os benefícios da oração? Podemos classificá-los em três grupos:

• Benefícios psicológicos: Por meio da oração, podemos expor para Deus aquilo que está nos causando tensão, ansiedade, angústia, certos tipos de depressão, sentimento de culpa e outros estados emocionais desagradáveis. Tendo feito isso em confiança nele, receberemos e desfrutaremos da paz (cf. Fl 4.6,7);
• Benefícios espirituais: Por meio da oração, temos comunhão com Deus. Quanto mais praticamos a oração, maior se torna a nossa comunhão com ele. Quanto maior a nossa comunhão com ele, mais frutos espirituais produziremos (cf. Jo 15.4,5).
• Benefícios em termos de atendimento: Jesus disse: “Peçam, e lhes será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta lhes será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta” (Mt 7.7,8). Por meio da oração, podemos ter necessidades e desejos atendidos, pois Deus responde às orações de seus filhos. A resposta nem sempre é segundo o pedido, mas, com certeza, é de acordo com a vontade de Deus, a qual é boa, perfeita e agradável (cf. Rm 12.2).

Conclusão e Desafios:

Como foi dito na introdução, o principal objetivo desta lição é fazer com que as pessoas da célula comecem a orar com regularidade e orientação. Certamente, na maioria dos casos, serão necessárias mudanças nos hábitos, o que exigirá disciplina, tempo e persistência. Quanto à oração, uma última e importante dica a ser dada para se começar bem o desafio da prática é: reserve a hora mais propícia do dia para orar. Isso varia de pessoa para pessoa. Para alguns é após acordar; para outros antes de dormir. Seja exigente nesse sentido e evite a hora menos propícia. A partir do que foi ministrado nesta lição, faça um desafio de oração à sua célula.

Anúncios

Sobre insightscristaos

Samyr Trad é teólogo, administrador e pastor na Igreja Batista Central de Belo Horizonte.
Esse post foi publicado em Lições de célula. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Conectando-se com Deus pela oração

  1. Thales disse:

    Muito boa a lição…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s